Quatro dicas para ajudar na reciclagem

Setorial

Sustentabilidade e reciclagem são assuntos do momento. Para realmente conseguirmos uma mudança e preservar nosso planeta, todos precisam se envolver.

Visando esse objetivo, a PepsiCo Brasil está apoiando a formação da Rede de Comercialização Zona Sul, formada por cinco cooperativas de catadores que atuam na Zona Sul de São Paulo.

Para a criação da Rede, a PepsiCo, em parceria com o Gaia Social, promoveu a capacitação dos catadores, peças fundamentais do processo para que o resíduo descartado tenha o destino correto. No entanto, o ciclo começa na hora de separar o lixo em casa e no trabalho.

Alguns dos cooperados parceiros deram dicas de pequenas atitudes na hora de dispensar materiais recicláveis que podem melhorar – e muito – o processo da reciclagem. Confira!

1) Remova o rótulo das embalagens
O rótulo muitas vezes é feito de material diferente do das embalagens. Segundo a dica da Dona Vanda, que trabalha há quatro anos na Cooperpac, “facilita a reciclagem se, antes de ir para o lixo, o rótulo já tiver sido removido”.

O processo será mais ágil, pois os catadores não precisarão retirá-los na hora.

2) Quanto menor o volume, melhor
Telines Basílio é presidente da Coopercaps, cooperativa que atua na região de Interlagos e separa cerca de 400 toneladas de materiais ao mês.

Ele explica que “tirar todo o conteúdo dos frascos e garrafas, além de amassar as latas e dobrar caixas de leite e suco, dará mais espaço no saco de lixo, diminuindo o volume transportado, e evita que resíduos se acumulem dentro do recipiente”. No caso da garrafa PET, após achatá-la, tampe-a novamente, evitando que recupere seu tamanho original.

3) Não molhe o papelão
Para que o papelão possa ser reciclado, é necessário que ele esteja seco. Portanto, não o deixe na chuva, lugares úmidos ou junto ao lixo orgânico.

“Quando o papelão é molhado, não podemos encaminhá-lo para a reciclagem, pois ele perde suas características e vira lixo orgânico”, orienta Auxiliadora Cral, presidente da Coopercral.

4) Informe-se sobre lixos específicos
Muitos resíduos são descartados da maneira errada, o que impossibilita a reciclagem dos materiais colocados no mesmo saco. Alguns itens têm coleta especial, como resto de jardinagem, material de construção e outros objetos, como pilhas, baterias e lâmpadas fluorescentes.

Se você quer contribuir, é imprescindível se informar para onde vai o lixo que você descarta. Procure saber se há coleta seletiva em sua cidade e como ela funciona.

É possível também que alguma cooperativa de catadores trabalhe no seu bairro ou faça uma parceria com seu condomínio, atuando na separação dos materiais e fazendo com que o lixo reciclável chegue a empresas especializadas nesse processo.

Fonte: Tribuna da Bahia

Voltar




Categorias